NSO Group

NSO Group e os limites entre segurança e espionagem

Quando procuramos a NSO Group encontramos seu próprio site com a definição da empresa. “Inteligência cibernética para segurança global. Criação de tecnologia que ajudam agências governamentais a prevenir e investigar terrorismo e crime para salvar dezenas de vidas ao redor do globo”. Auxiliam no combate as diferentes formas de tráfico, lavagem de dinheiro e ataques com bombas ou armas.

A empresa israelense foi fundada no ano de 2010 tendo suas operações custeadas por um grupo de investimentos de risco chamado de Genesis Partners com 30% do negócio.

Os outros 70% muitos dizem serem de indivíduos ex-filiados do Corpo de Inteligencia israelense responsável por coletar sinais interceptados de inteligência. Um grupo de pessoas que provavelmente conhecem bem o mercado, não? mercado esse bem controverso.

O outro lado da NSO Group

Com a informação sendo cada vez mais valiosa nos dias atuais, a procura por ela ficou cada vez maior abrindo um mercado de exploração de falhas de segurança de empresas.

Ou seja, eles detectam a falha de segurança de alguma empresa e, ao invés de informar, se utilizam desta falha para inserir seu programa de “vigilância e segurança”. Projetado tanto em Android quanto IOS.

A NSO iniciou em 2012 parcerias com governos de diferentes lugares do mundo e, em todos eles, houveram problemas relacionados a legalidade e utilização desse software. Países da América Latina, Península arábica e Europa tiveram casos de autoridades reportando comprometimento na segurança de seus aparelhos.

Houve também os Emirados Árabes Unidos que utilizaram o programa contra a Arábia Saudita( olha eles aí de novo). Seu Príncipe, mais precisamente. Este software é mais eficiente do que se imaginava.

NSO Group e o Pegasus

O pegasus é o nome deste software capaz de coletar todas as informações já existentes como adquirir novas de um aparelho de telefone. Tudo isso apenas com uma ligação perdida num aplicativo, num link de SMS ou rede social.

O método extremamente controverso foi descoberto pelo ativista de direitos humanos Ahmed Mansoor juntamente com as companhias de tecnologia da informação Citizen Lab e Lookout.

A descoberta de um link de SMS que estava corrompido que redirecionava para o download do programa em segundo plano. Comprometendo o aparelho.

A internet é menos ofensiva do que parece, por isso é sempre importante verificarmos os remetentes dos links e se as mensagens não são automáticas. Todo cuidado é pouco.

 

 

 

Matheus Mello

Sobre Matheus Mello

Estudante de jornalismo, entusiasta e amante de coisas simples.

1 comentário

  1. Belo texto

Deixe um comentário

para fazer seu comentário